sexta-feira, fevereiro 03, 2006


qualquer dia rendo-me. Posted by Picasa

12 Comments:

Anonymous Anónimo said...

É uma sequela da Metamorfina?

8:39 da manhã  
Blogger Miguel Mocho said...

tem pés a sair dos braços, em vez de mãos (isto não me parece possível... que estupidez!)

2:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Com um berbequim, buchas e parafusos tudo é possível.

8:51 da manhã  
Blogger Miguel Mocho said...

cuidado com a literatura que anda a percorrer, sr. anonymous - pode auto-promover danos irreversíveis...!

2:18 da tarde  
Blogger aqui jas said...

se calhar os pés estão no sitio certo e a cabeça é que está trocada...

3:47 da tarde  
Blogger Miguel Mocho said...

ou se calhar está tudo no sítio, e os sítios é que estão trocados...

2:22 da manhã  
Anonymous dragão marinho said...

Eu acho que é simplesmente perfeito.

9:11 da manhã  
Blogger Miguel Mocho said...

pois, lá está... é que dragões marinhos também não existem...!
Isto parece-me tudo muito estranho.
Olha, vou para o Fantas, para ver se reencontro a normalidade.
Konichiwa, Ichi-san!

4:27 da tarde  
Anonymous dragão marinho said...

Ai isso é que existem!
Já foste ao oceanário de Lisboa? Lá podes observar de perto alguns...

5:14 da tarde  
Anonymous dragão marinho said...

Aqui vai um link para os bichinhos...
http://www.oceanario.pt/site/ol_visita_01.asp?zonaid=14

8:39 da manhã  
Blogger Miguel Mocho said...

E não é que existem mesmo...?!

"Os dragões-marinhos são endémicos dos mares do Sul da Austrália. Estes peixes, de invulgar beleza, têm apêndices ao longo corpo que imitam as algas do meio circundante."

Eu também conheço para aí umas pessoas que "imitam as algas do meio circundante", tal como os dragões marinhos, para passarem despercebidas, mas, como dizia o Aleixo (o António, não é o baterista):

Não vás contar a ninguém
As histórias que não sabes;
Nem assim entrarás bem
No lugar em que não cabes

1:10 da tarde  
Anonymous dragão marinho said...

Pois, mas como dizia Sócrates a ignorância é o pior dos males...

8:29 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home